fbpx

Arrumando meus artigos da Graduação e do MBA achei algumas coisas que escrevi que acho que posso colocar aqui no blog como post. Confesso que não sou muito bom de escrita, mas qual a melhor maneira de melhorar, fora ler? É escrevendo, então estou me arriscando.

Já nesse que escrevi, vejo coisas a serem melhoradas, mas vou deixar para vocês apontarem pra mim.

O que escolhi para ser o primeiro fala sobre redes sociais, pertinente já que estou em um momento em que me sinto perdida, pois sinto o mercado bem maduro e eu acabei ficando pra trás. Vamos para o que interessa “Redes sociais – Vamos ficar amigos dos nossos clientes”.

As redes sociais (que tratarei como mídias sociais para melhor abrangência) nasceram com simples intuito de que pudéssemos fazer contato com amigos e parentes que poderiam ou não estar distantes. Mas agora vemos uma grande reviravolta dessas plataformas de relacionamento para um cunho mais empresarial. Elas, apesar de muitos pensarem, não são um modismo, vieram para ficar. E agora mais importante do que você estar conectado para ver atualizações de outras pessoas, ou atualizar o seu perfil, é criar estratégias para a empresa em que você atua, e ainda desenvolver práticas de utilização para esse recurso infinito e gratuito.

O que podemos aprender com a era da informação é que as pessoas estão cada vez mais mergulhadas em seu mundo virtual e a necessidade de atenção aumenta. É notório que o local mais propício para essas pessoas terem um relacionamento interpessoal ou em grupo é a internet, principalmente nas mídias sociais, pois ali elas encontram quem quiser o que quiser.

E com essa mudança de hábito podemos ver um ambiente propício para o relacionamento das empresas com o seu público, que com tantos subsídios virtuais nas mãos está cada vez mais colaborativo e “esperto”. Vemos que as empresas tem a obrigação de manter uma comunicação aberta com esse público, para conseguir a confiança que sempre almejaram e consequentemente o engajamento nas suas ações.

Mas as empresas têm que ficar atentas, pois nesse ambiente o que está feito está feito. Ela não pode deixar de fazer um estudo aprofundado para entender quem usa as mídias sociais, entender qual o seu público nas mídias (que pode divergir do público off) e ainda elaborar uma política de atualização. Após esse processo de busca e criação de política é importante criar ainda um planejamento do que e quando será postado nas mídias, como promoções e dicas. Lembrando que as mídias sociais são ferramentas de retorno positivo para o seu negócio, mas se tratada como “qualquer coisa” ou um “modismo” apenas para divulgar os seus produtos ou serviços, com certeza o seu retorno será negativo.

Vemos em muitos momentos empresas que não estão preocupadas com o relacionamento, estão apenas criando um local a mais para divulgar o seu produto. O erro está em não perceber que as mídias sociais são muito mais um ambiente para aproveitar o marketing boca a boca, que ainda é a melhor maneira de divulgação, e se a empresa souber utilizar essas ferramentas a favor, vai perceber que pode, além de buscar novos clientes, buscar informações sobre o mercado e os concorrentes, mecanismo básico para um marketing de sucesso.

Pessoas que estão nessas ferramentas estão buscando um relacionamento direto da empresa com elas (além de outras coisas pessoais, claro) e um bom relacionamento vai transmitir para esses usuários que “seguem”, “curtem” ou são “amigos” uma ótima imagem. O segredo é não tratar esses usuários como mais um na multidão, como foi feito por muito tempo pelo marketing de muitas empresas, mas entender que cada pessoa tem o seu desejo, cada pessoa tem o seu gosto e cada pessoa é cada pessoa.

Referências bibliográficas:

  • Princípios de marketing – Kotler e Armstrong (2007)
  • Artigo Meio e Mensagem (06 de abril 2010)
  • A revolução das mídias sociais – André Telles (02 de setembro 2010)
  • Empresas usam mídias sociais para escolher novos funcionários (20 de março 2012)
  • Como tirar melhor proveito das redes sociais nas empresas – Kristin Burnhan (05 de fevereiro 2011)
  • Redes sociais: um universo repleto de oportunidades de negócios e relacionamento com o cliente – Milena Parente (publicado na revista Gestão e Negócio edição 38)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami